Sobre mim

Este blog não é nem mais nem menos do que a forma que encontrei para partilhar a minha viagem de transformação da pessoa  “que eu sou” na pessoa “que quero ser”.

Deixem-me, então, contar-vos uma pouco sobre essa pessoa:

Eu sei que soa a cliché, mas eu amo animais e todas os seres vivos. E sendo uma portuguesa que vive há quase 8 anos numa cidade como Londres – longe dos bens preciosos que natureza nos oferece – passei a valorizar o que deixei de ter por perto e comecei a repensar as minhas prioridades e, no fundo, a minha vida. Por isso, para mudar o meu “pequeno mundo” e tornar-me na melhor versão de mim própria, na minhas circunstâncias atuais, teria de começar por mudar os meus hábitos alimentares e o meu estilo de vida.

Concordo plenamente com aqueles que dizem que “somos o que comemos” mas também somos os hábitos que temos. E também acredito que uma dieta equilibrada à base de produtos naturais e vegetais fornece-nos todas as vitaminas e nutrientes que o nosso corpo precisa. E como acredito também num futuro em que humanos e animais irão coexistir pacificamente neste planeta, teria de mudar imediatamente os meus hábitos alimentares.  

No início não foi fácil e senti-me muitas vezes frustrada, mas felizmente contei com o apoio incondicional de uma health coach fantástica, hoje minha querida amiga, que me ajudou a colocar a minha vida em perspetiva. Começámos por listar todas as minhas rotinas diárias e hábitos e ver o que queria mudar. Uma das coisas que mais me ajudou foi começar a ver a mim própria e às minhas ansiedades de uma forma mais tolerante e realística. Tive de aprender a aceitar-me como realmente sou e, a partir daí, perceber onde queria chegar. De uma coisa eu estava certa – queria ser mais saudável (resolver o meu problema das enxaquecas e queda de cabelo). E queria atingir esse bem-estar através de uma dieta vegetariana. Tinha consciência que não conseguiria fazer grandes mudanças do dia para a noite – era suposto que tais mudanças acontecessem através de um processo contínuo, trocando um produto alimentar por outro, um de cada vez: arroz branco por quinoa, maionese por puré de abacate, leite de vaca por leite de amêndoa, sal refinado por flôr de sal, etc.

Já se passaram alguns meses e, embora ainda lute contra alguns problemas de saúde, sinto-me muito mais confiante em mim própria e com muito mais energia. Sinto que estou finalmente a fazer a coisa certa da forma certa. Por isso aqui estou – no Comidamor – para partilhar as minhas experiências e o meu aprendizado (sobretudo na cozinha) convosco.

Iniciei recentemente uma formação em Terapia Nutricional e por isso acredito que estou cada vez mais preparada para vos trazer receitas e dicas mais conscientes, mais benéficas, e que nos ajudem a ter um estilo de vida cada vez mais sustentável e saudável.

O que pretendo sobretudo com o Comidamor é mostrar como uma dieta natural e 100% vegetal pode ser fácil e deliciosa – e que é tão mais do que apenas salada de tomate e alface (como tantos ainda pensam). É o experimentar coisas novas, é o sair da nossa zona de conforto e deliciamo-nos com comida incrivelmente saborosa, diferente de qualquer outra coisa que já tenhamos provado.  

Portanto, Comidamor será a minha demonstração de todos os passos para se atingir um estilo de vida mais saudável e mais consciente, através de receitas honestas e verdadeiras, que não são só deliciosas mas também acessíveis a qualquer um.

Obrigada a todos os que seguem este blog XX

Flor

Foodies100 Index of UK Food Blogs
Foodies100